Ir para Conteúdo

Cooperação e Inovação

A missão do .PT está centrada na gestão, operação e manutenção do registo do domínio de topo .pt e, decorrente desta, a dinamização da internet em Portugal, na qual assenta a necessária colaboração institucional e a inovação.

A natureza jurídica do .PT acompanhada pela sua gestão multiparticipada e por aquilo que são os princípios plasmados nos seus Estatutos, constituem fundamento bastante para parte considerável da atividade da organização ter na sua base um trabalho fruto da colaboração com terceiros, sejam eles os associados FCT, DECO e ACEPI, seja qualquer entidade parte do vasto leque de membros do Conselho Consultivo seja, por fim, todos aqueles que chegam até nós com projetos e iniciativas enquadráveis no nosso âmbito de ação. 

LusNIC - Associação de Registries de Língua Portuguesa

lusnic

Um encontro de vontades e necessidades comuns levou os responsáveis pela gestão dos registries de língua portuguesa a chegar ao acordo de constituição formal da LusNIC, como associação de direito privado com objeto de cooperação institucional multilateral entre os registries de língua portuguesa no âmbito das suas áreas de intervenção.

A LusNIC junta as entidades competentes pela gestão, registo e manutenção de domínios de topo (ccTLD’s, country code Top Level Domains) dos países de língua oficial portuguesa. Estas entidades, também designadas de registries, representam: .pt de Portugal, .br do Brasil, .cv de Cabo Verde, .gw da Guiné-Bissau, .st. de São Tomé e Príncipe e .ao de Angola.

O .PT confere apoio, formação técnica, desenho de políticas e, de forma genérica, a criação de sinergias na área do DNS e da segurança e resiliência dos sistemas de suporte a alguns dos membros da LusNIC. 

Veja a brochura institucional aqui 
Selo de Confiança CONFIO.PT


Com o intuito de promover as boas práticas no comércio eletrónico em particular, e na utilização da internet em geral, garantir a credibilidade das lojas online e a segurança para os consumidores nas compras online, a Associação DNS.PT, a ACEPI - Associação da Economia Digital e a DECO - Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor assinaram um protocolo no âmbito do qual desenvolveram a iniciativa CONFIO.PT e que culminou com o lançamento da marca de confiança na internet, o selo Confio.

O Selo Confio é o comprovativo, materializado num logótipo em formato digital, atribuído ao titular do website que seja acreditado na sequência de processo prévio de auditoria, tendo subjacente o cumprimento de um Código de Conduta e de um Regulamento.

O CONFIO.PT é uma iniciativa única a nível nacional que, além da parceria entre as três associações portuguesas, inclui uma parceria com a associação europeia Ecommerce Europe, através da qual é também disponibilizado o Selo Digital Europeu – o "Trust Ecommerce Europe, que permite às empresas portuguesas apresentarem-se no mercado internacional de comércio eletrónico em pé de igualdade com as suas congéneres internacionais, e assim aproveitarem as enormes oportunidades de um setor em franco crescimento em Portugal, na Europa e no resto do mundo.

Centro Nacional de Cibersegurança

No caso concreto da segurança, e em linha com o definido na Estratégia Nacional de Segurança do Ciberespaço, da responsabilidade do Gabinete Nacional de Segurança, trabalhamos de forma próxima com a Autoridade Nacional de Cibersegurança - o Centro Nacional de Cibersegurança (CNCS).

Ainda nesta linha destacam-se as ações de colaboração estreita com o CERT.PT, serviço integrante do CNCS que coordena a resposta a incidentes envolvendo entidades do Estado, operadores de serviços essenciais, operadores de Infraestruturas Críticas nacionais e prestadores de serviços digitais.

Fundação Portuguesa das Comunicações

O .PT assinou um protocolo de colaboração com a Fundação Portuguesa das Comunicações, que se traduz na apresentação de uma estrutura interativa que assinala a presença do .pt no Museu das Comunicações

Esta estrutura interativa tem como objetivo dar a conhecer a sua evolução ao longo dos últimos 30 anos e tem por base a nova imagem corporativa. Pretende representar um espaço virtual, através de uma caixa translúcida e de janelas que permitem diversos tipos de interação remetendo-nos para as ‘janelas de navegação’ da própria internet. A estrutura apresenta ainda, no seu interior, uma App interativa que explica o que é o domínio .pt, como nasceu e qual a sua importância no mundo online. 

A estrutura do .PT pode ser visitada de segunda a sexta das 10h às 18h e aos sábados das 14h às 18h, no Átrio Central do Museu das Comunicações.

Centro de Operações de Segurança

O .PT está a implementar um Centro de Operações de Segurança para acelerar a capacidade de resposta a incidentes e ameaças de cibersegurança.

A atuação do Centro de Operações de Segurança baseia-se na prevenção e na capacidade de detetar riscos e ameaças, assim como reduzir a duração e o impacto de incidentes de segurança que explorem, neguem, degradem ou indisponibilizem os sistemas necessários às operações normais dos negócios.

A implementação deste projeto pressupõe a adoção de uma solução de SIEM - Security Information and Event Management enquanto componente tecnológica chave que permite não só recolher, classificar e avaliar eventos das fontes de dados existentes na rede, mas também executar mecanismos de correlação e priorização de informação relevante. 

O Centro de Operações de Segurança disponibilizará ao .PT os meios necessários à correta e eficaz operacionalização dos requisitos decorrentes da Diretiva NIS (network and information security), primeira legislação a nível da União Europeia sobre cibersegurança, que estabelece um conjunto de medidas para prevenir incidentes de cibersegurança na Europa. Ao abrigo desta lei, o .PT foi considerado um dos operadores de serviços essenciais no setor das infraestruturas digitais a nível nacional.

Associação E-Computação 

No dia 9 de setembro de 2019 foi constituída a Associação E-Computação, da qual o .PT é fundador. Esta Associação tem como objetivo a promoção e o apoio ao ensino da computação ao nível do ensino obrigatório em Portugal. 

Para o efeito, a Associação propõe-se a promover e valorizar a computação e contribuir para a sua implementação como disciplina fundamental e solidamente estabelecida em todo o ensino obrigatório, promover e aumentar o nível de confiança, motivação e qualificação dos docentes que se dedicam ao ensino da computação e promover a qualidade da docência da computação tornando-a atrativa para os licenciados em Ciências da Computação e áreas afins. 

Propõe-se ainda a promover o reconhecimento da computação, por parte das diversas entidades ligadas ao Sistema de Ensino, como disciplina nuclear para a formação académica das gerações futuras, promover a igualdade de género e, em particular, a participação das raparigas na aprendizagem da computação e contribuir para que os estudantes desenvolvam capacidades de pensamento computacional e que sejam capazes de as aplicar a vários domínios do conhecimento, independentemente de pretenderem prosseguir o estudo da computação em níveis superiores de ensino.

Memorando de Entendimento .PT/Fundação para a Ciência e a Tecnologia

O .PT e a Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P. (FCT) assinaram um Memorando de Entendimento, sob o alto patrocínio do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Prof. Manuel Heitor.

O Memorando formaliza o âmbito do apoio e colaboração que tem pautado a relação entre estas entidades, sobretudo no que respeita à promoção e desenvolvimento das competências digitais dos cidadãos, ao abrigo da iniciativa nacional INCoDe.2030. Nessa medida, o acordo compreende em concreto um conjunto de medidas direcionadas para cinco eixos de ação – Inclusão, Educação, Qualificação, Especialização e Investigação. No articulado ainda se prevê o apoio e envolvimento institucional do .PT na criação e subsequente operação da recém-criada Associação E-Computação, cujo objeto está centrado na promoção a diversos níveis do ensino da computação em toda a escolaridade obrigatória em Portugal.

O .PT é parceiro da iniciativa nacional INCoDe.2030, programa através do qual se pretende melhorar o posicionamento e a competitividade do País, de forma a garantir um lugar de destaque em competências digitais no período 2017-2030.

APDC 

O .PT é associado da APDC - Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações. Neste âmbito participa no Diretório das TIC, realizado pela APDC e pela IDC, e que é apresentado anualmente, durante o Congresso da APDC.

"Memorando de Entendimento: Ofertas Legais” e "Acordo Streaming Live”

O .PT está envolvido, ainda que de forma imparcial e tecnicamente credível, no alojamento e manutenção técnica das plataformas de suporte às iniciativas formalizadas via "Memorando de Entendimento: Ofertas Legais” e "Acordo Streaming Live”. Em ambos os casos, a colaboração decorre da parceria, já iniciada em 2013, com a Inspeção-Geral das Atividades Culturais.
Arquivo.pt 

Na sequência do protocolado com a Unidade de Computação Científica Nacional da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., é disponibilizada pela Associação DNS.PT a lista completa e atualizada dos domínios registados sob .pt, o que está na base do serviço Arquivo.pt, que visa a preservação de conteúdos disponíveis na internet nacional e sua disponibilização à comunidade científica e ao público em geral.
Saiba mais em arquivo.pt 

Colaboração Internacional

Além-fronteiras a nossa colaboração estende-se ainda na representação, como membros ou/e participantes em grupos de trabalho, em organismos como o CENTR, o ICANN, o EuroDIG e o IGF