Ir para Conteúdo

Blog

janelaindiscreta.pt
Marta Moreira Dias
.PT Board of Directors
09-06-2020
janelaindiscreta.pt
As primeiras palavras são de agradecimento e vão para quem continua a merecer-nos uma vénia, Alfred Hitchcock. No remoto ano de 54, deixou-nos este thriller mítico a quem ousámos hoje copiar o nome "Janela Indiscreta”, juntámos apenas um elemento diferenciador, como não podia deixar de ser: o .pt.

Curiosamente, a história retratada no filme também partia de uma situação de confinamento forçado, embora estivesse apimentada com mistério, suspense, com a beleza etérea de Grace Kelly, o charme de James Stewart, e tudo sob a lente e olhar mágico do Sr. Hitchcock. No .PT, falta-nos isto tudo, é certo. Mas, verdade seja dita, temos outras e boas coisas.

Do 5.º andar da Latino Coelho, em Lisboa, nos dias em que o nevoeiro e a poluição (melhor, a falta dela) nos deixa, é possível alcançar com o olhar a ponte 25 de abril. Para além de uma verificação rápida sobre o trânsito e, com isso, a avaliação do tempo para chegar a casa de algumas das pessoas que connosco trabalham, quando o Verão chega, diríamos que começa a animação. Portanto, o filme é outro. 

A nossa janela das traseiras passa a brindar-nos diariamente com cenas e cenas cómicas. A indiscrição – confessamos – mantém-se, já que, ano após ano, não resistíamos ao voyeurismo de espreitar os muitos jovens que se reuniam na piscina insuflável do terraço do animado hostel que está nas nossas traseiras. Nada disto teria graça, e o filme diário não seria este sucesso de bilheteira, se não fossem as braçadeiras, bóias, patinhos e unicórnios insufláveis que por ali flutuavam e faziam uma fotografia digna de Óscar. Para provar o que dizemos vai ser difícil, não temos registos, o RGPD e outras tantas leis, não nos deixam e nós somos cumpridores. Temos uma alternativa, que é convidar-vos a visitar-nos em pleno Verão. Ou isto não será uma alternativa? Provavelmente não é. Provavelmente não vão querer fazer muitas visitas; provavelmente também estaremos mais por casa que no escritório; provavelmente o hostel não vai reabrir; provavelmente se reabrir não vai encher a sua refrescante piscina insuflável; provavelmente mesmo aberto e com a piscina insuflável os jovens não estarão lá...provavelmente.

Mas também pode ser tudo ao contrário e, com alguma probabilidade, todos voltemos em cada pausa para o café, a pôr a mão sob as costas da cadeira do Pedro e, indiscretamente, espreitar pela janelaindiscreta do .PT.
Voltar aos Posts