Ir para Conteúdo

Blog

Ricardo Pires
Cybersecurity Manager do .PT
22-06-2020
“By failing to prepare, you are preparing to fail.”
“By failing to prepare, you are preparing to fail.”
Este novo contexto de pandemia foi um grande acelerador da transformação digital das organizações, que impulsionou a presença online de inúmeros negócios, projetos e ideias, criando novas oportunidades e permitindo que muitos pudessem assim manter a sua atividade.

Num piscar de olhos, a maioria de nós, teve de se adaptar a esta nova realidade e ao trabalho a partir de sua casa. As reuniões por videoconferência, tornaram-se o nosso dia-a-dia e os passeios ao fim do dia obrigatórios, para espairecer de um dia inteiro entre quatro paredes.

Ficámos todos unidos na missão de evitar o contágio social deste novo vírus, contudo todos afastados e isolados em suas casas. Em casa, num ambiente familiar, muitas vezes sentimos uma falsa sensação de segurança, que rapidamente se começou a observar mais explorada por agentes mal-intencionados.

As pessoas, os seus computadores e as redes das organizações não estavam totalmente preparados para esta nova realidade. Muitas organizações, empreendedores e novos utilizadores tinham ainda uma experiência tímida no online e começavam a compreender o enorme potencial de oportunidades dessa presença, contudo sem conhecer os seus riscos e suas ameaças.

Nunca é demais relembrar (e não fosse eu um nato adepto da segurança) a importância das organizações estarem conscientes dos riscos do espaço digital e de terem ao dispor dos seus colaboradores os meios mais seguros, nomeadamente:

•Garantirem um canal seguro para os colaboradores usarem as aplicações da organização, um dos métodos mais usados é a implementação de uma VPN.
•Encorajarem os colaboradores a atualizar os seus dispositivos com as últimas atualizações de segurança, e se possível, com atualizações automáticas.
•Incentivarem os colaboradores a serem cautelosos com os e-mails e anexos que recebem, esta é a porta de entrada para a maioria dos malwares.
•Melhor preparação para situações como esta que vivemos, através do desenvolvimento de um plano de contingência. Lembrem-se sempre que "By failing to prepare, you are preparing to fail” (Benjamin Franklin).
•Estimular e preservar a saúde mental dos colaboradores, especialmente quando estamos todos isolados em casa. Criando grupos e atividades conjuntas entre os colaboradores. A redução do stress evita que sejam tomadas decisões que afetem a organização.

E como se costuma dizer, mais vale prevenir do que remediar!
Voltar aos Posts